segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Você é tudo - Zack x Thomas (EDIFÍCIO 24)


Você é tudo

Por Willians89

-Vem pra cá.

Por mais que estivesse se divertindo jogando no seu computador, Zack não podia dizer não para Thomas. A voz do garoto o fez perder totalmente o interesse naquele mundo violento e apocalíptico, um jogo que Zack era bom e que gostava muito. Ele saiu da partida online, fechou todas as páginas que tinha deixado aberto e se levantou da cadeira.

Ao olhar para trás viu Thomas deitado na sua cama, com as mãos atrás da cabeça, os pés descalços e o olhar azulado o encarando com muita malícia.

-Advinha - Falou Thomas - Eu já tô excitado.

-Me conta uma novidade.

-Achei que você ia demorar mais. Tá viciado nesse jogo.

-Eu jogo mais depois. Agora eu quero você ficar com você.

Zack se deitou na cama bem ao lado de Thomas. Os dois jovens de dezesseis anos se beijaram intensamente, dividindo aquele pequeno espaço. Quando eram mais jovens, era muito mais fácil ficarem naquela cama, mas nos últimos tempos, Zack e Thomas haviam esticado bastante.

-Você é tudo - Falou Thominhas.

-Já me disse isso mil vezes. Coloca o pau pra fora pra eu chupar vai.

-Caramba, nem pra ser um pouco romântico né?

-Eu fui romântico hoje de manhã - Respondeu Zack. Ele considerava os beijos carinhosos que dera em Thomas na escola "românticos" - Agora eu quero trepar.

-Se você quer, então tira você mesmo.

Zack não perdeu tempo. Puxou o short e a cueca boxer de Thomas para baixo e começou a estimular o pênis ereto. Logo estava chupando com muita vontade, brincando com os testículos e apertando o meio de suas próprias pernas.

Depois de uma demorada oral, Zack roubou mais beijos de Thomas. O loirinho pediu para chupar, então Zack tirou as roupas na parte de baixo e aproximou a ereção dos lábios do namorado. Thomas sabia exatamente como Zack gostava de ser chupado, por isso não precisou dizer nada.

Alguns minutos depois, os dois estavam totalmente nus e Thomas estava em cima de Zack, beijando a boca dele, enquanto suas ereções estavam muito próximas e quase se encostando. Então Zack se deitou e Thomas aproximou o pênis de sua boca, recebendo mais uma série de sucções prazerosas e demoradas.

-Hoje eu quero meter - Falou o loiro.

-Tá. Manda a ver.

Zack abriu as pernas. Passou o dedo indicador na entrada do seu ânus e ficou olhando para Thomas, lhe provocando, enquanto o loiro se estimulava ferozmente. Então Thomas se posicionou a penetração começou, bem lenta e profunda, enquanto os dois guris se entreolhavam.

-Hmm... - Gemeu Zack - Caralho... Quanto tempo que eu não sou passivo?

-Sei lá. Acho que a última vez foi lá na minha casa mês passado.

-É verdade, tinha esquecido.

Thomas movia a cintura, aumentando a velocidade aos poucos. Ele adorava ver a expressão de Zack, que já admitira adorar ser penetrado. Por isso Thomas se esforçou ao máximo, segurando as pernas de Zack e uma vez ou outra, ele o masturbava.

Zack ficou de quatro algum tempo depois e Thomas continuou penetrando. Eles pensaram ter ouvido um barulho na cozinha, mas a porta estava bem trancada e o pai de Zack não estava na cidade.

-Vamos terminar com o pé? - Sugeriu Thomas.

Era outra coisa que eles não faziam algum tempo.

-Ok.

Eles se deitaram, cada um de lado da cama, de modo que ficassem frente a frente. Thomas esticou os pés e usou os dedos para estimular o pênis de Zack, e o garoto fizera o mesmo. Já estavam acostumados com aquilo e sabiam muito bem como tornar as coisas ainda mais excitantes.

-Mais um pouco vai - Disse Zack - Na cabecinha...

Thomas sentiu o líquido de Zack escorrer no seu pé, e só parou quando não estava não havia mais nada saindo da glande. Zack se esforçou também, mas o loiro lhe fez um pedido.

-Vem cá e bate.

Zack foi até seu lado e passou a masturbá-lo. Logo Thomas estava ejaculando também, e assim que terminou, ele olhou para Zack e os dois se beijaram.

-Acho que agora eu vou voltar a jogar. Mas primeiro eu vou limpar isso aqui - Falou Zack se levantando na cama.

Os dois saíram do quarto, mas não demoraram para voltarem. Zack se sentou na frente do PC novamente, ainda pelado e colocou um par de fones de ouvido. Thomas se deitou na cama e ficou olhando teto, pensando no que iria fazer a seguir. Então decidiu ler mais um pouco de um livro novo que tinha comprado.

FIM

Artigos Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário