segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

ZACK DAVIS - BIOGRAFIA

ZACK DAVIS


***

Morador do Edifício Mackenzie desde os dois anos de idade, quando seus pais se separaram, Zack Davis é filho único do médico Charles Davis, muito famoso naquela região. Zack teve um infância comum, sendo amigo de vários garotos do prédio. Seus passatempos incluem ficar em casa, dormir, navegar na internet e se masturbar.

PERSONALIDADE

Zack é bem fechado. Só aqueles que são muito íntimos dele sabem como ele é realmente, muito intrometido, com senso de humor, pervertido e que adora zoar os outros. Ele não tem muita vergonha com pessoas próximas, além de ter um pavio muito curto, o que já lhe causou muitas brigas, principalmente na escola.

RELAÇÕES

A vida de Zack mudou quando ele conheceu Thomas Mathews. O loiro havia se mudado para o Mackenzie e, sendo da mesma idade que Zack, acabou indo para a sua classe na escola. Eles começaram essa amizade quando estavam na primeira-série, e desde então são melhores amigos e passam a maior parte do tempo juntos.

Quando Zack conheceu Thomas na escola e descobriu que ele morava no seu prédio, logo na primeira semana ele convidou o amigo para ir a seu apartamento. Os dois se divertiam muito brincando e assistindo programas na televisão que gostavam muito. A medida que os dois foram crescendo, foram ficando cada vez mais inseparáveis.

Zack também tinha uma grande amizade com Alexander Parker. Ele também mora no Mackenzie, e apesar de ser mais velho, gostava de brincar com os meninos. Zack sempre teve uma grande admiração por Alex, gostando da maioria das coisas que ele fazia e até tentava ser como ele.

A paixão de Zack, desde muito cedo, sempre foi Victoria, uma garota do prédio, mais velha que ele. Zack gostava de ficar de olho no que a garota fazia com as amigas, e sentia ciúmes de Alexander por ser dar bem com ela. A garota nunca o notou de verdade, o que o deixava muito triste, mas ele não desistiu dela até o início da história Edifício 24.



DESCOBERTAS

Quando Zack estava deixando a infância e passou a descobrir a sexualidade, ele começou a aprender as coisas como qualquer outro garoto. Mesmo sendo muito jovem, quando o assunto era sexo ele já conhecia muito, tanto por suas pesquisas secretas no computador do seu pai, quanto pelas coisas que Alex falava.

Houve uma época que Alexander e mais um grupo de pré-adolescentes, se juntavam na rua e ficavam falando sobre assuntos que as outras crianças não participavam. Mas como Zack já estava bem adiantado nesse quesito, durante uma noite ele conseguiu se juntar a Alex e participar desse tipo de conversa. Foi aí que ele aprendeu que era possível dar prazer a si mesmo.

Como Zack admirava muito Alex e tentava o imitar em muitas coisas (como nas suas roupas e o jeito como andava e se vestia, porém isso foi por pouco tempo), ele decidiu fazer o que Alex estava contanto naquela noite. O adolescente disse que tinha se masturbado três vezes enquanto olhava para um canal de pornografia, que tinha sido liberado na sua casa. Sendo assim, sozinho em seu quarto, antes de dormir, Zack se masturbou pela primeira vez e demorou um tempinho até ejacular. Mas ele não imaginava que aquilo fosse tão prazeroso.

No dia seguinte ele contou para Thomas. O loirinho ficou interessado nisso e disse que iria tentar. Algum tempo depois, Thomas e Zack já estavam íntimos o suficiente para falarem sobre isso quase o tempo todo e quando Charles ia trabalhar e deixava os meninos sozinhos, eles aproveitavam para se masturbarem juntos. Mas é claro que Zack nunca sentira desejo por Thomas até o início de Edifício 24.

Quando estava na sexta-série, Zack tivera sua primeira vez. Havia uma garota morena na sua classe que gostava dele já fazia um tempo. Então, quando estavam nas férias de julho, a garota o convidou para ir na sua casa. Zack não queria ir na verdade, mas seu pai o convenceu de que seria bom para ele, já que o garoto nunca saia de casa. Zack acabou indo para a casa dessa garota e aconteceu.

Como Zack já entendia muito do assunto, ele logo entendeu o que essa garota queria com as indiretas e os gestos que fazia. Ele se lembrava muito bem de como ela dizia coisas estranhas para ele e no fim da tarde o arrastou para o quarto. Não se pode dizer que foi um sexo “convencional”, até por quê, ele não ejaculara, mas essa foi a primeira vez que ele se relacionava com outra pessoa. Zack adorava contar essa história para os amigos, embora omitisse algumas partes. Ele dizia que a garota gemia bastante, mas não era verdade. O fato é que enquanto Zack e a sua amiguinha estavam no quarto, a mãe da garota estava na cozinha sem suspeitar de nada.

Zack já tivera várias pessoas que cuidavam dele nos períodos em que seu pai tinha que ficar muito dias no hospital, ou quando precisava viajar para algum tipo de palestra ou encontros de medicina. Mas nenhuma dessas pessoas fora igual a Ginger, uma garota de dezessete anos, filha de uma grande amiga do pai de Zack. A garota tinha ido várias vezes até o apartamento de Zack, ver se ele estava bem e preparar o almoço ou o jantar. Ela recebia uma boa recompensa de Charles por esse serviço. Mas ela e Zack também faziam outra coisa.

Em uma tarde de chuva, Ginger chegou ao apartamento sem avisar. Ela tinha uma cópia da chave e entrou sem fazer barulho. Então foi caminhando até o quarto de Zack e abriu a porta, a tempo de vê-lo muito concentrado, sentado em frente ao PC, masturbando-se ferozmente enquanto um vídeo de sexo rolava na tela, com o som saindo alto das caixas de som.

“Zack” disse ela ao vê-lo. O garoto percebeu que ela estava ali e nem se quer parou. “Eu vou te dar mais privacidade”, ela falou e fechou a porta. Minutos mais tarde eles se encontraram na cozinha, mas não tocaram no assunto. Só algumas semanas depois, quando Ginger voltou, e ambos estavam na sala e sozinhos, que acabou rolando alguma coisa.

ZACK E GINGER

Zack tinha levado seu videogame para a sala e estava jogando, enquanto Ginger estava na cozinha arrumando umas coisas. Minutos depois ela se juntou a ele na sala e sentou-se ao seu lado no sofá.

“Você quer jogar?” perguntou ele.

“Vamos jogar nós dois?” disse ela, já que o jogo de Zack era de luta.

“Beleza”.

O garoto passou um segundo joystick para Ginger, e eles começaram a jogar o versus. Fizeram algumas partidas e Zack vencera todas.

“Não dá, você é muito bom” disse ela.

“Valeu. Mas você só tá começando”.

“Você joga tão bem quanto bate uma” Ginger disse.

Com esse comentário, Zack ficou sem o que dizer. Na verdade não tinha a menor vergonha de ter sido flagrado se masturbando, até por quê, não era a primeira vez. Já tinha acontecido antes quando estava na casa de um tio, irmão de Charles. Zack estava no banheiro se tocando, mas como tinha esquecido de trancar a porta, seu tio entrou e viu tudo. O homem simplesmente sorriu e disse “Desculpe”.

Então Zack ignorou o comentário de Ginger e continuou jogando no single player. A garota então insistiu nesse assunto.

“Zack... O seu pai sabe que você...”

“Que eu bato? Claro que sabe. Mas por que você tá falando disso?”.

“Por nada, só achei legal”

“Legal?”

“É”

“Ok...”

“Posso te fazer uma pergunta?”

“Pode”

“Alguém já... Bateu pra você?”

“Sim, por quê?”

“Você gosta?”

“Claro. Mas tá perguntando por quê?  Ta a fim de fazer?”

“Sim” respondeu ela.

Com isso Zack ficou surpreso.

“É sério?” perguntou ele.

“Sim, é sério”.

“Mas...”

“Se você não contar pra ninguém, eu faço o que você quiser”

“Nossa. Então beleza”.

Ginger sorriu maliciosamente e Zack parou de jogar na mesma hora. Não acreditava no que estava acontecendo, mas estava gostando. Ele não precisou fazer quase nada. Ginger abriu rapidamente a sua bermuda e colocara seu pênis para fora, masturbando-o lentamente e depois aproximando a bocar para chupar.

Zack não podia acreditar que estava fazendo aquilo. Não podia acreditar que estava transando com uma garota de 17 anos, e que era filha de uma amiga do seu pai. Naquela tarde Ginger se revelou como realmente era. Ela fazia tudo o que Zack queria, e ele soube aproveitar muito bem a situação. Com certeza essa era a melhor baba de já tivera.

Depois desse dia, quando Ginger ia cuidar de Zack, eles sempre davam um jeito de fazer alguma coisa. Às vezes ela só dava uma passada rápida no apartamento, e aproveitava para dar chupadas em Zack. E quando ela poderia demorar mais, eles faziam sexo de verdade. Isso durou muitos meses, até que Charles descobrira tudo.

A garota nunca mais voltou depois disso e Zack ficou de castigo por várias semanas, além de receber a pior bronca de toda a sua vida. Ele ainda lembra de como seu pai tinha ficado fora de si e de como gritava com ele coisas como “O que você estava pensando?”, “Ela é muito mais velha do que você!”, “E VOCÊ NEM ESTAVA USANDO PROTEÇÃO”.

Mas felizmente isso tinha passado e Charles nunca tocava no assunto. E Zack sente saudades das chupadas de Ginger até hoje.

FATOS/CURIOSIDADES

-Sua cor favorita é vermelho.

-Seu filme favorito é “Curtindo A Vida Adoidado”.

-Zack adora usar shorts e bermuda sem cueca por baixo.

-Ele gosta de footjob (masturbação usando os pés).

-Ele não se depila por preguiça e também por que gosta dos seus pelos.

-Ele foi uma criança muito birrenta.

-Seu lugar favorito no mundo é seu próprio apartamento.

-Ele calça 41.

-Ele adora se masturbar embaixo do edredom em noites de inverno.

PENSAMENTOS DO AUTOR

Zack Davis é, sem dúvida alguma, junto com Dylan Jones, o meu personagem favorito de todas as minhas histórias. Ele não só me atrai fisicamente da maneira como eu o imagino, mas também muitas outras coisas. Esse personagem vive dentro da minha cabeça e eu fico pensando nele durante o dia. Como eu gostaria muito de conhecer um garoto que fosse igual a ele...

Vou dizer as principais características de Zack que eu realmente gosto. Primeiramente, ele é bem desleixado. Zack não tenha paciência para deixar o cabelo arrumado, embora seu cabelo seja bonito. Zack não gosta de depilação, ou seja, todas as partes possíveis ele tem um pouco de pelinhos e é disso que eu gosto. A maneira como ele se veste também me atrai: sempre com roupas largas, tênis usados, bermudas e etc. Mas não pense que ele seja “sujo”, muito pelo contrário. Além disso ele tem alguns hábitos iguais aos meus, que é melhor eu nem citar aqui.


Eu sinto uma grande necessidade de escrever mais sobre ele. E é por isso que estou no momento reescrevendo sua história principal Edifício 24. Assim que eu terminar, vou me planejar para escrever uma terceira fic sobre Zack e seus amigos (A segunda é Mackenzie Boys), e dessa vez eu quero mostrar um Zack mais velho. Eu já imagino como ele será aos 17 e dezoito anos e estou louco para começar. Considerem Zack o top dos tops de todos os garotos que eu já criei.



Artigos Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário